F125cc.com
Abril 2018
SegTerQuaQuiSexSabDom
      1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30      

Calendário Calendário

Tempo
ipma.pt-Google pagerank and Worth
Como chegaste ao F125cc?
Preços dos Combustíveis


Quem está conectado
76 usuários online :: 7 usuários cadastrados, Nenhum Invisível e 69 Visitantes :: 2 Motores de busca

alfredo lopes, j-santos, linhos, Marco Machado, pmonteiro, Tiago M, Ávila

O recorde de usuários online foi de 326 em Qua 16 Maio - 22:19

A Piquena KSR GRS 125

Ir em baixo

A Piquena KSR GRS 125

Mensagem  Luis Conceição em Sex 23 Mar - 5:52

Boas pessoal, como já repararam sou novo aqui no forum e novo nestas andanças em 2 rodas.


O motivo pelo qual adquiri uma mota foi por em primeiro lugar, sempre ter tido o bichinho pelas meninas de 2 rodas, e em segundo lugar porque queria poupar um pouco o meu carro e a respectiva gasolina que ele consome.

O porquê de comprar esta mota? Bem, não foi pela relação qualidade preço porque da qualidade das ksr nunca ouvi falar nem bem nem mal, pois não conhecia tal marca.. Foi mesmo então pela preço e beleza da moto, pois de todas as 125 que vi a preços mais acessíveis foi sem duvida esta Naked que mais me encheu os olhos. 


Venho então começar o meu diário de bordo daquela que tem sido até agora a minha experiência com a minha menina nova.

Para já aproveito para deixar umas fotos dela.


Citação do site da KSR:

A KSR Moto GRS 125 mostra, de forma clara, que a aparência desportiva não é uma questão de cilindrada. Com o seu design anguloso, o seu farol característico, e, especialmente, o vistoso quadro tubular pintado a vermelho, deixa, esteticamente, na poeira, muitas motos de maior cilindrada.
O seu aspeto dinâmico é acentuado por inúmeros detalhes: farolim traseiro e piscas LED, painel de instrumentos analógico/digital e muito mais. A forqueta dianteira invertida e os discos de travão em forma de onda garantem uma manobrabilidade perfeita.
Com o seu depósito de 17 litros e um consumo médio de 2.1 litros por cada 100 km percorridos consegue-se uma autonomia superior a 800 km. Ideal para grandes viagens.
A KSR Moto GRS 125 tem um motor a 4 tempos com refrigeração a ar o qual requer muito pouca manutenção.


As especificações para quem não a conhece: ( com as pequenas diferenças que a minha é a versão carburador e não electrónica como especificado na imagem, e tem travão de disco em ambas as rodas)
 



E as fotos da menina:















Agora resumindo a minha experiência com ela até á data.. Andei 5 vezes com ela, as 2 primeiras só na praceta do meu prédio para aprender a conduzi-la (nunca tinha conduzido mota alguma anteriormente), a 3a vez já saí durante a noite para mais longe já com mais confiança, e a 4a vez já a levei para o trabalho. Entretanto chegaram estas semanas maravilhosas de chuva e eu não voltei a andar nela, só a ia metendo a trabalhar para não estar parada muito tempo.

Sexta feira passada não choveu durante a noite e eu aproveitei para ir passear durante uma horinha aqui pelas redondezas de Benfica, qual é o meu espanto quando ao fim de aproximadamente 40 minutos a andar a mota começa-me a soluçar em 5a mudança.. Comecei a reduzir e o soluçar continuou até que eventualmente a mota me acaba por parar. Sad Tento meter a moto a trabalhar durante os seguintes minutos e ela tentava pegar mas não chegava a pegar nunca, e para ajudar á festa começa me a chover.. Felizmente não estava muito longe de casa, fiquei empanado numa curva perto do hospital da luz, e lá fui eu com ela em 4 piscas a empurra-la até á estação das camionetas perto do colombo. 




Acabei por esperar mais de 20 minutos nesse local, na esperança da mota arrefecer e que acabasse por pegar, e resultou.. mas não durante muito tempo. Nem 2 minutos a andar com ela em direcção ao meu prédio e lá voltaram novamente os soluços e puf, desliga-se. 

Sabado demanhã ligo para o stand a dizer que quero devolver a mota! (Sei perfeitamente que as coisas não funcionam desse modo mas queria mostrar a minha indignação depois de um final de noite a empurrar uma mota á chuva pela rua fora)
O Dono do stand disse para ter calma, que a mota é nova e tem 2 anos de garantia e que pelos sintomas do que lhe contei que seria algo muito simples de se resolver como uma ficha solta ou algum problema menor numa tubagem. O senhor nesse mesmo sábado lá me veio buscar a mota á porta de casa. Entretanto esta 4a feira o senhor trouxe a mota de volta.. eEle diz que desmontou as carenagens e até o deposito e que viu tudo a pente fino, e que possivelmente o problema da mota era apenas o cachimbo mal apertado. Ele entretanto foi testar a mota, fez uns 20km nela e já não deu chatices. Esta 5a feira lá arrisquei ir trabalhar com a mota e voltar (são 10km para cada lado) e realmente a mota parece me estar novamente ok. De qualquer forma quando tiver tempo uma noite destas agarro nela e vou fazer novamente uma voltinha de pelo menos 1h pelas redondezas para ver se ela me falha ou não.

Desculpem o testamento enorme mas certamente não é comum uma mota nova fazer o quilometro 200 a ser empurrada porque deixou de trabalhar , então queria partilhar isto convosco e perguntar já agora se acham que possa realmente ter sido o cachimbo desapertado, ou algum outro problema que possa ainda estar para reaparecer, pois eu de mecânica de motas nada percebo.

Obrigado pela paciencia para lerem tudo isto, abraços e boas curvas!! 
avatar
Luis Conceição

Masculino Mensagens : 7
Data de inscrição : 15/03/2018
Mota : KSR GRS 125

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Piquena KSR GRS 125

Mensagem  nunes em Sex 23 Mar - 10:27

boas Luís.
todos os problemas sejam esses, a confirmar-se que foi mesmo isso.
a mota é linda pa caraças
muita sorte com ela
boas curvas
avatar
nunes
Mod
Mod

Masculino Mensagens : 6061
Data de inscrição : 24/01/2012
Mota : Honda PCX (cinzenta)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Piquena KSR GRS 125

Mensagem  Dias em Sex 23 Mar - 11:53

Bem-vindo ao mundo das motos!
Com base na minha experiência com certas marcas e, principalmente, com os seus representantes, não vou comentar se efectivamente a moto foi passada a pente fino (até pode ser verdade, mas também podem ter parado a verificação no cachimbo), nem se o problema era mesmo no cachimbo (até pode ser verdade, mas também pode ter sido uma "argolada" a quando da montagem, e o cachimbo ser a melhor das desculpas para afastar qualquer ideia de incompetência).
O importante é que está a funcionar e tens 2 anos de garantia (e, se não me engano, com 2 anos de garantia para as peças que forem substituídas dentro da garantia).
Agora é meter kms nisso!
avatar
Dias

Masculino Mensagens : 4702
Data de inscrição : 16/06/2010
Mota : Yamaha Cygnus RS (e Hyosung GV650iPro)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Piquena KSR GRS 125

Mensagem  Luis Conceição em Seg 26 Mar - 21:36

Boas, espero que sim nunes.. Muito obrigado! 

Dias, também tenho medo disso mas o que quer que possa ter sido, cachimbo ou não, que tenha ficado definitivamente resolvido! Agora é aguardar para ver.. eu vou mantendo o pessoal informado sobre esta menina.

Abraço pessoal! 
avatar
Luis Conceição

Masculino Mensagens : 7
Data de inscrição : 15/03/2018
Mota : KSR GRS 125

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Piquena KSR GRS 125

Mensagem  Luis Conceição em Qui 29 Mar - 22:10

Bem, cheguei hoje aos 300kms com a piquena e fez 100km desde que me deixou a pé.. até agora ela tem se portado maravilhosamente bem, espero que assim continue.

Falei também do que me tinha acontecido a um mecânico de motas e a primeira coisa que ele fez foi perguntar se tinha sido o cachimbo solto, fiquei logo mais descansado porque assim já acredito mais que tenha sido realmente esse o simples problema que a mota teve.

Hoje aproveitei também para lhe meter spray lubrificante de corrente da Liqui Moly, ao que me indicaram os produtos dessa marca são de muito boa qualidade.  Alguem aqui tem algumas outras recomendações a fazer para ir mantendo a piquena nas melhores condições possiveis?

Abraço, boas curvas e boa Páscoa a todos! 

avatar
Luis Conceição

Masculino Mensagens : 7
Data de inscrição : 15/03/2018
Mota : KSR GRS 125

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Piquena KSR GRS 125

Mensagem  Luis Conceição em Dom 8 Abr - 0:14

Bem, tem sido uma jornada incrível nestes 2 meses que passaram desde que comprei a mota.. é a minha primeira mota e ainda estou a aprender a andar, mas tenho adorado.. tirando as 3x já que fiquei a pé!!   


já tinha ficado a pé frente ao hospital da luz, entretanto 4a feira fiquei a pé em frente ao colombo e aí ela foi de roboque, e fiquei logo no dia a seguir (esta 5a feira) a pé na azambuja quando pensava eu que tinha o problema resolvido e ía descansadinho da vida para ir trabalhar.









Pequeno resumo da historia para os interessados.. 

A mota na 4a feira parou me em frente ao colombo, fiz de tudo para a tentar meter a trabalhar com o apoio por telefone do Senhor do stand onde a comprei e nada.. chamei o reboque e lá foi a mota para aveiras de cima para o stand/oficina onde a comprei.
Chegando lá o homem do reboque foi um porreiro e esperou que o mecânico visse a mota para saber se eu precisava de boleia de volta para Lisboa ou não, e felizmente não foi preciso (achava eu lol) então o reboque lá foi e fiquei eu na minha motinha achando que o problema tinha ficado resolvido, problema esse que seria supostamente má afinação no carburador e excesso de tempo com o ar puxado quando ligo a mota, ou seja metade culpa minha metade culpa do mecânico. até aí tudo bem, o senhor meteu me uma vela ngk novinha e lá fui eu feliz da vida (depois de um dia de trabalho perdido ás custas desta brincadeira) montado na mota para seguir para Lisboa.

Felizmente como a minha namorada é da Azambuja, eu aproveitei para lá dar um saltinho e como já se tinha metido a noite e o frio até lá acabei por ficar para o dia seguinte, e ainda bem!! senão se calhar tinha ficado a pé na A1 ás tantas da noite e aí ninguém do stand me ia atender.. isto porquê? porque foi o que aconteceu no dia seguinte..

Depois de almoço lá arranco eu da azambuja para ir entrar ás 17h no trabalho quando ao fim de nem 1km a mota começa se a engasgar e la fico eu a pé a apreciar a maravilhosa vista para a Sugal. 

Liguei logo para o stand a explicar a situação e o homem disse que ia ter comigo na carrinha dele ao local.

Quando o homem lá chega e liga a mota, a mota trabalha.. ele foi ao final da reta e voltou, deu mais umas voltinhas e a mota impecável sempre.. já tinha mencionado que nas 3 vezes que fiquei a pé aconteceu sempre isto? a mota trabalhava sempre na perfeição quando o homem a ia ver.. azar incrivel, bruxedo digo eu..  

Ele levou me a mota na carrinha novamente para o stand e disse que ia passar a tarde a exprimentar a mota só a andar nela e que que ia me apanhar na Azambuja para ir com ele á pendura, e assim foi. Depois de almoço lá veio o homem de aveiras de cima para a Azambuja na motita e eu fui entretanto com ele até ao carregado, bebemos um cafezinho e voltamos diretos para aveiras de cima. Problemas? zero! a mota estava impecável e o homem já começava a duvidar que existisse realmente algum problema na mota e já devia achar que eu era maluquinho. 

Desmontou me novamente a mota por descargo de consciência para tentar encontrar alguma ficha solta ou algum tubo obstruído mas estava tudo ok.. (seguem fotos)





já ao final da tarde com mais um dia de trabalho perdido, lá saio eu do stand com a mota já novamente montada e sem ter se encontrado qualquer problema, quando nem 1km depois de sair do stand a mota começa a engasgar.. por mais estupido que pareça fiquei com um sorriso de orelha a orelha, porque finalmente a mota me tinha parado praticamente á porta do stand. 

Liguei ao senhor, que lá veio a fundo na sua carrinha e sai a correr com a chave de velas já na mão para tentar descobrir o problema. até que finalmente descobriu!!!   Não chegava corrente á vela, entretanto mudamos a mota de sitio porque fiquei parado no lado de dentro de uma curva e quando ele voltou a exprimentar já tinha corrente novamente! resumindo, há de ser um problema no CDI mas na duvida ele vai trocar o cdi, o pic up e o sensor do descanso pois qualquer uma das 3 pode influenciar o problema da mota perder corrente.

O senhor lá me mandou vir as peças que chegam esta 2a feira, e ainda me deu uma boleia de volta para a Azambuja para eu não ficar a pé. Já agora o stand chama se Moto-Kit e fica em casais das Comeiras em aveiras de cima. Atendimento sempre impecável, 5 estrelas.


E pronto, têm sido estas as minhas aventuras com a minha motita nova, espero que o problema fique resolvido de vez porque para quem já passou por isso deve bem saber, não é nada agradável ficar a pé no meio da estrada dum momento para o outro! 

Mais uma vez peço desculpa pelo testamento enorme e agradeço a quem o tenha lido.. já agora comentem!! Gostava de saber as vossas ideias ou opiniões sobre o assunto, e já agora se alguem realmente lê o que escrevo ou se estou só aqui a gastar pilhas do teclado.. 

Grande abraço e boas curvas pessoal! 
avatar
Luis Conceição

Masculino Mensagens : 7
Data de inscrição : 15/03/2018
Mota : KSR GRS 125

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Piquena KSR GRS 125

Mensagem  j-santos em Dom 8 Abr - 12:02

boas, eu leio o que tu dizes assim como muitos outros.......
digo-te que tens tido muita sorte com o mecanico e um enorme galo com a mota....,mas isto so coisa que infelismente vão acontecendo, vai relatando tudo o que puderes para irmos acompanhando esta"novela" e serve de muita ajuda aos que têm e/ou pretender ter motas como a tua.

obrigado por partilhares

j-santos

Masculino Mensagens : 1279
Data de inscrição : 01/10/2015
Mota : ex:sym wolf 250, honda cb650f

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Piquena KSR GRS 125

Mensagem  PartnerDC em Dom 15 Abr - 22:17

Boas Luís.
Tenho acompanhado a tua aventura em duas rodas!!!
Espero que o problema da tua máquina fique resolvido de uma vez por todas e que continues a apreciar as ruas voltas!!

Boas curvas

PartnerDC

Masculino Mensagens : 1
Data de inscrição : 02/02/2014
Mota : Keeway Partner 110

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Piquena KSR GRS 125

Mensagem  Ávila em Dom 15 Abr - 23:18

Espero que desta vez fique resolvido. Boa sorte.
Espero que não tenhas levado com a "moto não".

avatar
Ávila

Masculino Mensagens : 1781
Data de inscrição : 09/09/2015
Mota : Yamaha Dt 125 Mx - Yamaha Mx 175 - Motobecane 50V - Solex S3800

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Piquena KSR GRS 125

Mensagem  DINIS PEREIRA em Seg 16 Abr - 9:52

Ola.
Eu tambem sou novo no mundo das motas, apesar dos meus 38 anos ( faço 39 dia 7 de maio ) ( nao esquecer de dar os parabens sff KKKKK LOL )
E imaginem voçes que eu tambem conprei uma KSR GRS 125.


Cor de laranjapra dar nas vistas.
Nao sabia nada sobre esta mota, apenas a comprei porque era do stand de confiança onde a minha esposa e filha ja haviam comprado as motas delas antes.
so a comprei porque era usado, tinha 3 meses e 1306 km, e por 2200 euros nao estava nada mal, ja com papeis, registo e capacete a minha escolha.


Faz amanha 1 mes que ando com ela, quando tiver 2000 km vai a revisao, oferecida pelo stand tambem.


Ja cai com ela e fiz uma micro-fractura na rotula do ombro direito, e raspei o braço direito desde o cotovelo ate ao pulso.
Cai sozinho ao travar perto da entrada de uma curva, a mota so dobrou o espelho e a manete do travao direito, e riscou a proteçao do escape.
Levantei-me e fui com ela pro hospital.


Esta vai ser a minha segunda semana de baixa pelo seguro, pois eu ia do trabalho pra casa.~
De resto, a mota anda que se farta, ja marcou 117kmh. Agora que sei que nao tenho ABS vou andar um pouco mais devagar e ter mais cuidado com os travoes.
Ela e linda, e por onde passo todos ficam a olhar, ate a confundem com a KTM DUKE, tambem muito linda.


Comprimentos a todos e boas curvas

DINIS PEREIRA

Masculino Mensagens : 3
Data de inscrição : 15/03/2018
Mota : KSR GRS 125

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Piquena KSR GRS 125

Mensagem  nunes em Seg 16 Abr - 10:09

DINIS PEREIRA escreveu:Ola.
Eu tambem sou novo no mundo das motas, apesar dos meus 38 anos ( faço 39 dia 7 de maio ) ( nao esquecer de dar os parabens sff KKKKK LOL )
E imaginem voçes que eu tambem conprei uma KSR GRS 125.


Cor de laranjapra dar nas vistas.
Nao sabia nada sobre esta mota, apenas a comprei porque era do stand de confiança onde a minha esposa e filha ja haviam comprado as motas delas antes.
so a comprei porque era usado, tinha 3 meses e 1306 km, e por 2200 euros nao estava nada mal, ja com papeis, registo e capacete a minha escolha.


Faz amanha 1 mes que ando com ela, quando tiver 2000 km vai a revisao, oferecida pelo stand tambem.


Ja cai com ela e fiz uma micro-fractura na rotula do ombro direito, e raspei o braço direito desde o cotovelo ate ao pulso.
Cai sozinho ao travar perto da entrada de uma curva, a mota so dobrou o espelho e a manete do travao direito, e riscou a proteçao do escape.
Levantei-me e fui com ela pro hospital.


Esta vai ser a minha segunda semana de baixa pelo seguro, pois eu ia do trabalho pra casa.~
De resto, a mota anda que se farta, ja marcou 117kmh. Agora que sei que nao tenho ABS vou andar um pouco mais devagar e ter mais cuidado com os travoes.
Ela e linda, e por onde passo todos ficam a olhar, ate a confundem com a KTM DUKE, tambem muito linda.


Comprimentos a todos e boas curvas


Dinis, passa nas apresentações para a malta te ficar a conhecer um pouco.

Então, um "gajo" da tua idade, sem conhecer a mota, e já pôs isso a 117 km/h????
Onde é que estava a cabecinha?????

Tu não te esqueças do equipamento, pelo menos casaco e luvas não são para ficar em casa.
Boas curvas com a máquina.
avatar
nunes
Mod
Mod

Masculino Mensagens : 6061
Data de inscrição : 24/01/2012
Mota : Honda PCX (cinzenta)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Piquena KSR GRS 125

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum