F125cc.com
A minha Cabrita e eu - KTM 125 F125cc10
Setembro 2019
SegTerQuaQuiSexSabDom
      1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30      

Calendário Calendário

Tempo
ipma.pt-Google pagerank and Worth
Como chegaste ao F125cc?
Preços dos Combustíveis


Quem está conectado
53 usuários online :: 8 usuários cadastrados, Nenhum Invisível e 45 Visitantes :: 2 Motores de busca

antonio_faro, Hugo Trindade, Marco Machado, Mónica Martins, NFRod, nunes, Nuno Mesquita, papatango

O recorde de usuários online foi de 326 em Qua 16 Maio - 22:19

A minha Cabrita e eu - KTM 125

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ir em baixo

A minha Cabrita e eu - KTM 125 Empty A minha Cabrita e eu - KTM 125

Mensagem  Santi2.3 em Seg 7 Set - 13:16

Boas pessoal,

Não tenho vindo aqui porque na realidade não sei muito bem o que dizer, pelo que este post é só para não me manter fora daqui demasiado tempo.

Tenho trazido a minha cabrita todos os dias comigo, quer dizer, na realidade ela é que me traz com ela... e tudo tem corrido bem.

Umas voltinhas ao fim de semana, para não perder o jeito e pronto. Estou um pouco preocupado com o tempo de chuva que aí há-de chegar. Mas isso fica para "segundas núpcias".

O raio da mota anda é "poucochinho" 108 Km e pronto, tenho de emagrecer...mas de resto mais parece um gatinho a ronronar que uma cabrita a balir (excepto quando lhe mando umas belas gasadas ihihi.

A ver se combinamos uma saída num fim de semana destes...

Inté e boas curvas


Última edição por Fogueiras em Ter 15 Set - 16:05, editado 1 vez(es) (Razão : alteração titulo)
Santi2.3
Santi2.3

Masculino Mensagens : 154
Data de inscrição : 06/07/2015
Mota : KTM Duke 125

Voltar ao Topo Ir em baixo

A minha Cabrita e eu - KTM 125 Empty Re: A minha Cabrita e eu - KTM 125

Mensagem  Dissidente em Seg 7 Set - 13:35

Dissidente
Dissidente

Masculino Mensagens : 5649
Data de inscrição : 18/04/2011
Mota : Yamaha XJ6 Diversion / Kawasaki ER-6n || Ex: Daelim Roadwin 125 FI

Voltar ao Topo Ir em baixo

A minha Cabrita e eu - KTM 125 Empty Re: A minha Cabrita e eu - KTM 125

Mensagem  Helder Cruz em Seg 7 Set - 13:53

Isso tem a rodagem feita?
Se não tem vai andar mais. Se tem, precisa de arrancar o carvão...

Está atento aos tópicos, porque há sempre voltas e encontros a serem combinados!
Ainda no sábado houve um que parece ter sido do melhor.

Helder Cruz

Masculino Mensagens : 8157
Data de inscrição : 02/10/2011
Mota : BMW R1200GSA

Voltar ao Topo Ir em baixo

A minha Cabrita e eu - KTM 125 Empty Re: A minha Cabrita e eu - KTM 125

Mensagem  Santi2.3 em Seg 7 Set - 16:30

Helder Cruz escreveu:Isso tem a rodagem feita?
Se não tem vai andar mais. Se tem, precisa de arrancar o carvão...

Helder,

A mota esteve parada 3 anos (basicamente) eu ja lhe fiz a rodagem e levei-a à revisão dos 1000 e ela "desenbestou" um pouco, mas nada de especial.

Quanto ao arrancar carvão...nem sei do que falas. O que é que isso quer dizer?

Dissidente, Vou ver a questão dos encontros...a vontade de ir está lá, falta-me deixar de ser toto...

Mas agradecido aos dois pelo input.
Santi2.3
Santi2.3

Masculino Mensagens : 154
Data de inscrição : 06/07/2015
Mota : KTM Duke 125

Voltar ao Topo Ir em baixo

A minha Cabrita e eu - KTM 125 Empty Re: A minha Cabrita e eu - KTM 125

Mensagem  Helder Cruz em Seg 7 Set - 16:34

Tens de a levar até uma estrada boa e dar-lhe gás até ela gritar pela fábrica mãe.

A sério, se a tens tratado nas palminhas, é natural que esteja a precisar de ser levada aos limites para ficar mais dada à velocidade.
A centralina recalcula os seus parâmetros conforme a tua condução. Depois de fazeres uns bons quilómetros seguidos a 100, é natural que fique mais rápida.

Helder Cruz

Masculino Mensagens : 8157
Data de inscrição : 02/10/2011
Mota : BMW R1200GSA

Voltar ao Topo Ir em baixo

A minha Cabrita e eu - KTM 125 Empty Re: A minha Cabrita e eu - KTM 125

Mensagem  Santi2.3 em Dom 13 Set - 19:34

Helder Cruz escreveu:Tens de a levar até uma estrada boa e dar-lhe gás até ela gritar pela fábrica mãe.

A sério, se a tens tratado nas palminhas, é natural que esteja a precisar de ser levada aos limites para ficar mais dada à velocidade.
A centralina recalcula os seus parâmetros conforme a tua condução. Depois de fazeres uns bons quilómetros seguidos a 100, é natural que fique mais rápida.
Ok

Agradecido Helder. Vou tentar.... A minha Cabrita e eu - KTM 125 697124
Santi2.3
Santi2.3

Masculino Mensagens : 154
Data de inscrição : 06/07/2015
Mota : KTM Duke 125

Voltar ao Topo Ir em baixo

A minha Cabrita e eu - KTM 125 Empty Re: A minha Cabrita e eu - KTM 125

Mensagem  nuno.mesquita em Seg 14 Set - 9:26

Helder Cruz escreveu:A centralina recalcula os seus parâmetros conforme a tua condução. 

A sério? a centraliza muda os parâmetros conforme a condução? isto é completamente novo para mim...
nuno.mesquita
nuno.mesquita

Masculino Mensagens : 61
Data de inscrição : 07/09/2015
Mota : Sym Wolf 125 / ex Honda PCX 125

Voltar ao Topo Ir em baixo

A minha Cabrita e eu - KTM 125 Empty Re: A minha Cabrita e eu - KTM 125

Mensagem  Helder Cruz em Seg 14 Set - 9:57

Sim... o mapa de fábrica é igual para um determinado modelo, independentemente do país e do tipo de utilização pessoal de cada um.
Existe como alterar os mapas de fábrica em função da pressão atmosférica da zona, da temperatura média, etc
Para o tipo de condução e utilização de cada um, a centralina altera alguns parâmetros de acordo com os valores médios dos últimos quilómetros ou horas de utilização.
Por isso é usual os proprietários dizerem que depois de uma viagem mais longa sentirem a mota a andar com mais vontade.

(também se diz o mesmo quando se levam motas de carburadores, sem electrónica incorporada...)

Não me tenho debruçado muito sobre temas de electrónica em mecânica de motos, mas creio que não disse nenhuma barbaridade.

Peço para a malta da mecânica se prenunciar.

Helder Cruz

Masculino Mensagens : 8157
Data de inscrição : 02/10/2011
Mota : BMW R1200GSA

Voltar ao Topo Ir em baixo

A minha Cabrita e eu - KTM 125 Empty Re: A minha Cabrita e eu - KTM 125

Mensagem  nuno.mesquita em Seg 14 Set - 10:34

acredito que seja possível, no sábado fiz 100 kms de auto estrada sempre nas 8500 9000 rpm e hoje de manhã no percurso que faço todos os dias, pareceu-me senti que a minha natacha estava um pouco mais solta, com mais resposta nas recuperações...

mas é daquelas coisas que não ligo, digo cá para mim "oh, oh, ó nuno deixa-te de m€rdas  lol!, do nada ganhou mais cavalos queres ver, deixa de ser parvo" e sigo viagem.
nuno.mesquita
nuno.mesquita

Masculino Mensagens : 61
Data de inscrição : 07/09/2015
Mota : Sym Wolf 125 / ex Honda PCX 125

Voltar ao Topo Ir em baixo

A minha Cabrita e eu - KTM 125 Empty Re: A minha Cabrita e eu - KTM 125

Mensagem  Helder Cruz em Seg 14 Set - 10:55

Faz diferença, sim!
Sente-se.

Helder Cruz

Masculino Mensagens : 8157
Data de inscrição : 02/10/2011
Mota : BMW R1200GSA

Voltar ao Topo Ir em baixo

A minha Cabrita e eu - KTM 125 Empty Re: A minha Cabrita e eu - KTM 125

Mensagem  Dissidente em Seg 14 Set - 12:01

É como dizeres ao GPS (que não tem serviço de trânsito) que queres ir do ponto A para o B. Ele sugere-te sempre o tal caminho, mas tu sabes que na altura que lá vais passar há trânsito em determinado troço, portanto desvias-te. O mapa base de injecção da centralina dá-te o caminho, que vai sendo adaptado consoante alguns parâmetros variáveis de forma a ser mais eficiente/performante/económico (depende da mota)
Dissidente
Dissidente

Masculino Mensagens : 5649
Data de inscrição : 18/04/2011
Mota : Yamaha XJ6 Diversion / Kawasaki ER-6n || Ex: Daelim Roadwin 125 FI

Voltar ao Topo Ir em baixo

A minha Cabrita e eu - KTM 125 Empty Re: A minha Cabrita e eu - KTM 125

Mensagem  Santi2.3 em Seg 14 Set - 17:20

Excelente.

Tenho mesmo de mandar uma gasada na cabrita... :paz:
Santi2.3
Santi2.3

Masculino Mensagens : 154
Data de inscrição : 06/07/2015
Mota : KTM Duke 125

Voltar ao Topo Ir em baixo

A minha Cabrita e eu - KTM 125 Empty Re: A minha Cabrita e eu - KTM 125

Mensagem  nuno.mesquita em Seg 14 Set - 17:22

Santi2.3 escreveu:Excelente.

Tenho mesmo de mandar uma gasada na cabrita... :paz:

Vamos todos mandar 3 patadas na red line até ao corte a ver se começamos a dar ratadas as 250cc  lol! lol! lol!
nuno.mesquita
nuno.mesquita

Masculino Mensagens : 61
Data de inscrição : 07/09/2015
Mota : Sym Wolf 125 / ex Honda PCX 125

Voltar ao Topo Ir em baixo

A minha Cabrita e eu - KTM 125 Empty Re: A minha Cabrita e eu - KTM 125

Mensagem  Fernando Gil em Ter 15 Set - 11:51

nuno.mesquita escreveu:
Vamos todos mandar 3 patadas na red line até ao corte a ver se começamos a dar ratadas as 250cc  A minha Cabrita e eu - KTM 125 Lol A minha Cabrita e eu - KTM 125 Lol A minha Cabrita e eu - KTM 125 Lol

Atenção Nuno, se fizeres isso muita vez vais dar ratadas também às Ninjas e companhia, eh eh  :paz:

Agora a sério, acho que uma condução mais agressiva torna o motor mais desenvolto, independentemente da eletrónica, seja moto ou enlatado. Quanto à adaptação da eletrónica à condução, tenho as minhas reservas, pois só li algo do género na BMW S1oooRR HP, que já tem um nível de eletrónica "do outro mundo", e só aplicável a nível das suspensões, as quais se adaptam automaticamente ao piso e à velocidade. Mas isto não quero dizer que tenha a certeza absoluta em relação a este tema,é claro. A minha Cabrita e eu - KTM 125 952112
Fernando Gil
Fernando Gil

Masculino Mensagens : 596
Data de inscrição : 10/07/2013
Mota : Ex (Daelim Roadwin 125R, Honda CB500, Hyosung Comet 250, Yamaha XJ600). Atualmente: À procura...

Voltar ao Topo Ir em baixo

A minha Cabrita e eu - KTM 125 Empty Re: A minha Cabrita e eu - KTM 125

Mensagem  nuno.mesquita em Ter 15 Set - 12:10

Ninjas? claro que sim fernando gil, lol! lol! lol!

A BMW S1000RR é outro mundo o RoyalJordanian tem uma e uma das cenas mais fixes que ele menciona: é caso engrenes uma mudança sem apertar a embraiagem o computar faz um corte de corrente de milésimos de segundo permitindo a mudança entrar e não causar danos na caixa.

mas isso são outras motas... um dia quem sabe... está na minha lista de objectivos...

Honda PCX - done
Sym Wolf 125 - done
Honda CB 500 - ?
Yamaha MT 07 - ?
BMW - S1000R - ?
nuno.mesquita
nuno.mesquita

Masculino Mensagens : 61
Data de inscrição : 07/09/2015
Mota : Sym Wolf 125 / ex Honda PCX 125

Voltar ao Topo Ir em baixo

A minha Cabrita e eu - KTM 125 Empty Re: A minha Cabrita e eu - KTM 125

Mensagem  BrunoSilva em Ter 15 Set - 14:55

As 2 ultimas motos são o maior salto que queres dar... são completamente diferentes!
BrunoSilva
BrunoSilva

Masculino Mensagens : 2983
Data de inscrição : 21/08/2012
Mota : Kawasaki ER-6N '13

Voltar ao Topo Ir em baixo

A minha Cabrita e eu - KTM 125 Empty Re: A minha Cabrita e eu - KTM 125

Mensagem  nuno.mesquita em Ter 15 Set - 15:26

Honda PCX - done
Sym Wolf 125 - done
Honda CB 500 - ?
Yamaha MT 07 - ?
BMW - S1000R - ?


são muito diferentes? não acho são todas naked/streetfighter, mas se puderes explicar em que medida mais aprendo.
nuno.mesquita
nuno.mesquita

Masculino Mensagens : 61
Data de inscrição : 07/09/2015
Mota : Sym Wolf 125 / ex Honda PCX 125

Voltar ao Topo Ir em baixo

A minha Cabrita e eu - KTM 125 Empty Re: A minha Cabrita e eu - KTM 125

Mensagem  Fogueiras em Ter 15 Set - 16:05

parece-me que aqui está melhor alojado!!!!!! A minha Cabrita e eu - KTM 125 952112
Fogueiras
Fogueiras

Masculino Mensagens : 5833
Data de inscrição : 07/12/2010
Mota : Honda REBEL 125 / Suzuki Ls650 Savage

Voltar ao Topo Ir em baixo

A minha Cabrita e eu - KTM 125 Empty Re: A minha Cabrita e eu - KTM 125

Mensagem  Tuga em Ter 15 Set - 16:21

nuno.mesquita escreveu:Ninjas? claro que sim fernando gil, lol! lol! lol!

A BMW S1000RR é outro mundo o RoyalJordanian tem uma e uma das cenas mais fixes que ele menciona: é caso engrenes uma mudança sem apertar a embraiagem o computar faz um corte de corrente de milésimos de segundo permitindo a mudança entrar e não causar danos na caixa.

mas isso são outras motas... um dia quem sabe... está na minha lista de objectivos...

Honda PCX - done
Sym Wolf 125 - done
Honda CB 500 - ?
Yamaha MT 07 - ?
BMW - S1000R - ?

do royaljordanian , fixe é a nuda 900r A minha Cabrita e eu - KTM 125 3489239424

https://www.youtube.com/watch?v=39DqimMJKL8
Tuga
Tuga

Masculino Mensagens : 314
Data de inscrição : 28/04/2015
Mota : MT07 / ex: Daelim Roadwin 125 FI

Voltar ao Topo Ir em baixo

A minha Cabrita e eu - KTM 125 Empty Re: A minha Cabrita e eu - KTM 125

Mensagem  NPedrosa em Ter 15 Set - 16:52

Tuga escreveu:
nuno.mesquita escreveu:Ninjas? claro que sim fernando gil, lol! lol! lol!

A BMW S1000RR é outro mundo o RoyalJordanian tem uma e uma das cenas mais fixes que ele menciona: é caso engrenes uma mudança sem apertar a embraiagem o computar faz um corte de corrente de milésimos de segundo permitindo a mudança entrar e não causar danos na caixa.

mas isso são outras motas... um dia quem sabe... está na minha lista de objectivos...

Honda PCX - done
Sym Wolf 125 - done
Honda CB 500 - ?
Yamaha MT 07 - ?
BMW - S1000R - ?

do royaljordanian , fixe é a nuda 900r A minha Cabrita e eu - KTM 125 3489239424

https://www.youtube.com/watch?v=39DqimMJKL8

Era. 

Roubaram-lha e foi buscar uma KTM SuperDuke para o lugar da Nuda. 

A minha Cabrita e eu - KTM 125 39421
NPedrosa
NPedrosa

Masculino Mensagens : 2005
Data de inscrição : 27/02/2014
Mota : KTM 1290 Super Duke R Exs: Yamaha MT-09 (X2), Yamaha MT-07, KTM Duke 125 ABS

Voltar ao Topo Ir em baixo

A minha Cabrita e eu - KTM 125 Empty Re: A minha Cabrita e eu - KTM 125

Mensagem  Dissidente em Qua 16 Set - 11:27

fernando.gil.14855 escreveu:
nuno.mesquita escreveu:
Vamos todos mandar 3 patadas na red line até ao corte a ver se começamos a dar ratadas as 250cc  A minha Cabrita e eu - KTM 125 Lol A minha Cabrita e eu - KTM 125 Lol A minha Cabrita e eu - KTM 125 Lol

Atenção Nuno, se fizeres isso muita vez vais dar ratadas também às Ninjas e companhia, eh eh  :paz:

Agora a sério, acho que uma condução mais agressiva torna o motor mais desenvolto, independentemente da eletrónica, seja moto ou enlatado. Quanto à adaptação da eletrónica à condução, tenho as minhas reservas, pois só li algo do género na BMW S1oooRR HP, que já tem um nível de eletrónica "do outro mundo", e só aplicável a nível das suspensões, as quais se adaptam automaticamente ao piso e à velocidade. Mas isto não quero dizer que tenha a certeza absoluta em relação a este tema,é claro. A minha Cabrita e eu - KTM 125 952112

Fernando, a eletrónica (e neste caso referia-se a centralina e os mapas de injecção do motor) não se adapta tanto à condução como às condições do ambiente (temperatura, pressão atmosférica, leitura da(s) sonda(s) lambda, etc). Com base nas medições dos sensores os mapas de injecção vão sendo alterados entre intervalos estabelecidos pela centralina, de forma a que a combustão se faça da forma mais (e aqui entra a diferença entre sistemas) eficiente.

Creio que estás a confundir com os modos de funcionamento do motor que se vê em motas mais evoluídas (e que basicamente alteram a curva e limites dos valores dos mapas de injecção consoante queres uma mota mais "civilizada" ou "demoníaca").  A minha Cabrita e eu - KTM 125 952112
Dissidente
Dissidente

Masculino Mensagens : 5649
Data de inscrição : 18/04/2011
Mota : Yamaha XJ6 Diversion / Kawasaki ER-6n || Ex: Daelim Roadwin 125 FI

Voltar ao Topo Ir em baixo

A minha Cabrita e eu - KTM 125 Empty A cabrita partiu o cabo do acelerador...

Mensagem  Santi2.3 em Sex 2 Out - 16:28

Boas pessoal.

Primeira avaria da "cabrita". Indo eu, indo eu, a caminho de casa pela estrada de Paço d'Arcos e snap....nada, nicles...

Punho em vazio. Percebi logo o que se passava (também não era dificil).

Este primeiro incidente (não acidente, graças a Deus) fez-me perceber o seguinte:

1 . Nunca sair para onde quer que seja com pouca bateria no telémovel (especialmente se for iphone que a autonomia é uma M...). O meu estava em 80% e quando acabei de fazer todos os telefonemas, aguardar pelo operador e coiso e tal já tinha menos de 50%.
2 - Se possivel, andar sempre com algo refector. No caso tinha a minha mochila que é da cor dos coletes refletores . É que de noite, como foi o caso, nas motas como a minha em que os piscas não dão para ligar ao mesmo tempo, uma pessoa fica quase invisivel. Sinti-me virtualmente invisivel enquanto a minha companhia não chegou...
3 - a importância de ter um seguro que assegure reboque (o meu não tem limite de reboques A minha Cabrita e eu - KTM 125 952112, descobri eu...)

Agora, ainda sobre isto queria deixar um grande bem haja à MigTec (e perdoem-me a publicidade, mas eles merecem que se diga o quão bom foi o atendimento), que por acaso tem um acordo com este fórum.

Quando a cabrita chegou lá eles não tinham cabo em stock. Fizeram-me o favor e retiraram um cabo de uma mota que la tinham (nova) e instalaram-no na minha.

Muchas gracias muchachos!!!
Já agora um pequeno  A minha Cabrita e eu - KTM 125 449884, mas sobre a mota...alguém sabe (Linhos esta é para ti) quantos quilómetros eu consigo fazer a partir do momento que a luz da reserva acende?



Abraços e boas curvas...
Santi2.3
Santi2.3

Masculino Mensagens : 154
Data de inscrição : 06/07/2015
Mota : KTM Duke 125

Voltar ao Topo Ir em baixo

A minha Cabrita e eu - KTM 125 Empty Re: A minha Cabrita e eu - KTM 125

Mensagem  nunes em Sex 2 Out - 16:33

Partiu o cabo do acelerador???
eu vendia já isso.
ou bem que tem uma avaria a sério ou vale mais não ter nada. onde é que já se viu?. cabo de acelerador???

Antes isso companheiro, e ainda bem que foi resolvido rapidamente.
nunes
nunes
Mod
Mod

Masculino Mensagens : 7603
Data de inscrição : 24/01/2012
Mota : Honda PCX (cinzenta)

Voltar ao Topo Ir em baixo

A minha Cabrita e eu - KTM 125 Empty Re: A minha Cabrita e eu - KTM 125

Mensagem  Wartak em Sex 2 Out - 17:05

Tens várias maneiras de descobrir a autonomia da tua reserva:

1 - perguntar a quem tenha mesmo modelo que tu

2 - Pegar no livro de serviço da mota e saber quantos litros leva quando acende a reserva. Se souberes a tua média aos 100 e o número de litros que ela tem na reserva ficas com uma estimativa boa.

3 - Pegas na tua mota já perto da reserva e vais dar uma volta na companhia de outro motard (de preferência com acelera e espaço debaixo do banco para um garrafão com 2 litrinhos de gota)..  sugiro uma volta pela marginal até ao guincho porque é uma zona em que facilmente podes encostar à berma sem grande movimento de enlatados.. quando entrar na reserva metes o conta km a zeros e continuam a andar até ela parar....

Sugiro que vás pela 1 ou 2.. mas a 3 é uma boa desculpa para mais um passeio :)


Nota: NUNCA mas nunca te lembres de andar com garrafas cheias de gota na mochila às costas!!!! A minha Cabrita e eu - KTM 125 861721
Wartak
Wartak

Masculino Mensagens : 211
Data de inscrição : 27/09/2015
Mota : Honda Hornet 600 f9

Voltar ao Topo Ir em baixo

A minha Cabrita e eu - KTM 125 Empty Re: A minha Cabrita e eu - KTM 125

Mensagem  nunes em Sex 2 Out - 17:09

não esquecer que as reservas não dão sempre para o mesmo número de quilómetros.
é certo que entram na reserva sempre com a mesma quantidade de combustível mas depois, dependendo da média que fazemos, pode dar para andarmos mais ou menos quilómetros.
claro que em motas como a minha, em que o depósito é bastante pequeno, a diferença será sempre mínima.
nunes
nunes
Mod
Mod

Masculino Mensagens : 7603
Data de inscrição : 24/01/2012
Mota : Honda PCX (cinzenta)

Voltar ao Topo Ir em baixo

A minha Cabrita e eu - KTM 125 Empty Re: A minha Cabrita e eu - KTM 125

Mensagem  Santi2.3 em Sex 2 Out - 18:48

Antes de tudo,

Bem haja ao Nunes e ao Wartak pelas suas dicas.

por acaso a Duke assim que entra na reserva faz um tipo de reset ao contador e começa a contar os km que andamos na reserva.

A questão é que, quando a luz de reserva acende em entro em modo "pânico" (já no carro é a mesma estupidez).

O deposito é de 10,5L, diz o livrinho e eu meto quase sempre perto de 8/9 L para atestar. O que pelas minhas contas, sendo que a media de consumo é 2,9L/100 devia dar para pelo menos 50KM...

Daí ter perguntado ao Linhos, ele deve saber quase de certeza...

Neste momento estou na reserva e queria "aguentar" até amanhã porque sempre são 10ct de desconto na "gota", mas para isso vou ter de fazer muito perto dos 50Km...já estou com palpitações ...

Se calhar meto 1€ só para me aguentar...será que vendem 1€ de gasolina??

Abraços e boas curvas
Santi2.3
Santi2.3

Masculino Mensagens : 154
Data de inscrição : 06/07/2015
Mota : KTM Duke 125

Voltar ao Topo Ir em baixo

A minha Cabrita e eu - KTM 125 Empty Re: A minha Cabrita e eu - KTM 125

Mensagem  Dissidente em Sex 2 Out - 19:46

Companheiro, não descubras, calcula  A minha Cabrita e eu - KTM 125 697124

Vais saber ao manual quantos litros são considerados como reserva, pegas numa amostragem de pelo menos 5 depósitos com condições típicas (dia a dia, trânsito normal, "punho" normal, condições meteorológicas normais (sim, faz diferença, especialmente em cilindradas mais baixas; o vento, a chuva, mais trânsito, rotações mais altas, etc), adicionas o tal fator "caganço" (qualquer engenheiro que se preze o usa... quando não usam regra geral acaba-se "coisas" ou caem "coisas" quando não devem A minha Cabrita e eu - KTM 125 861721 ) e descobres em teoria para quantos km's é que a reserva daria, e depois... confia nisso e não procures testar  A minha Cabrita e eu - KTM 125 943604 

Eu uso o primeiro pauzito como a minha reserva. É sinal que tenho que meter gota, e pronto! No entanto sei que quando entra na reserva dá para (em teoria e com uma condução económica) ir e vir do trabalho a casa (ou de casa ao trabalho, como queiram ver a perspetiva). Mas deixa lá isso... é preferível meter a gota e rodar o punho à vontade A minha Cabrita e eu - KTM 125 697124
Dissidente
Dissidente

Masculino Mensagens : 5649
Data de inscrição : 18/04/2011
Mota : Yamaha XJ6 Diversion / Kawasaki ER-6n || Ex: Daelim Roadwin 125 FI

Voltar ao Topo Ir em baixo

A minha Cabrita e eu - KTM 125 Empty Re: A minha Cabrita e eu - KTM 125

Mensagem  Dias em Sab 3 Out - 16:16

Dissidente escreveu:Companheiro, não descubras, calcula ...
Concordo na generalidade, mas vou um pouco mais longe... desconfia mesmo daquilo que o fabricante escreveu!
Já sei que nem todas as marcas são iguais, nem todos os modelos (mesmo os da mesma marca) são iguais, nem todos os indicadores de nível (mesmo os do mesmo modelo) são iguais, etc., pelo que deves calcular para o teu caso concreto.
Vou tentar explicar.
Já sei que a Hyosung não é um ícone das marcas de motos caras (pelo menos, não aldraba as especificações como a VW) mas vou usá-la como exemplo porque tenho uma.
A Hyosung especifica que a capacidade do depósito de combustível é de 16 l... mas esqueceram-se de dizer qual a margem de erro, i.e., são 16 + ou - quanto?
Ora bem, no dia em que fiquei sem gasolina a 200 m da bomba, o depósito só levou 15,11 l. Eu falhei a bomba por 200 m, mas 0,89 l dá para picar pendurado na estrada a 22 km da bomba!
Primeira conclusão: Comecem por ter uma ideia bastante precisa da capacidade real do depósito.
A Hyosung especifica que a "reserva" (quando aparece "E" e o indicador começa a piscar) são 3 l... mas, mais uma vez, não dizem qual é o erro, que neste, caso é quase de 100%: na realidade são quase 6 l (dá vontade de rir ter uma "reserva" de 40% de depósito)!

Então como é que faço?
Como perdi o pauzinho para meter no depósito e saber "à moda antiga" o nível de combustível, faço 2 coisas (chama-se redundância):
1) Cada vez que abasteço meto o Trip A a "0"; como até chegar à "reserva" são 9 l e ainda tenho 6, sei que ainda posso fazer mais 2/3 dos kms que já fiz, desde que mantenha o mesmo andamento (à conta do "coeficiente de cagaço", costumo abastecer um pouco antes, mesmo que os cálculos sejam confirmados pela técnica seguinte).
2) Logo que os cálculos sugerem que já estou com menos de 3 l, entra a técnica de abanar a moto sempre que lhe pulo para cima (antes de meter o motor a trabalhar para poder ouvir bem). Se a moto fica a abanar com o varejar da gasolina no depósito = ainda tem gasolina que nunca mais acaba, se faz "tchoc-tchoc" = dá para mais de 50 km, se faz "tchic-tchic"... ups! Ou seja, quanto mais agudo for o som, menos gasolina tem (só estão a ouvir salpicos e não ondas).

Sugestão:
Habituem-se a abanar a moto quando estão parados na bomba para abastecer e a correlacionar o barulho com a quantidade de gasolina que ainda está no depósito. Ao fim de 2-3 tentativas já estão a acertar, com um erro inferior a 0,5 l (enquanto certas marcas, com sistemas de medida electrónicos, erram por 3 l a quantidade de gasolina quando se entra na "reserva")!

Nota:
Embora a precisão (ups... o que a gente quer é acurácia) do "medidor de ouvido" aumente à medida que há menos gasolina no depósito, não convem começarem a armar-se em "músicos de depósitos vazios"! Para evitar "sinfonias inacabadas", comecem por educar o ouvido quando ainda têm gasolina para 50, 40, 30 km.
Dias
Dias

Masculino Mensagens : 5409
Data de inscrição : 16/06/2010
Mota : Yamaha Cygnus RS (e Hyosung GV650iPro)

Voltar ao Topo Ir em baixo

A minha Cabrita e eu - KTM 125 Empty A Cabrita está a perder algo da forquilha da frente...medo

Mensagem  Santi2.3 em Qui 22 Out - 9:11

Boas pessoal,

Hoje quando cheguei ao pé da Cabrit a verifiquei que estava um liquido no chão.

Não liguei muito porque pensei que podia ser agua da capa. Pelo Sim pelo nim quando cheuguei ao trabalho olhei para o chao e lá tambem estava uma mancha. Mau sinal.

Quando fui ver a forquilha também estava molhada ... #&%$#% ... já vou entrar pela madeira dentro. de certeza.

Eu sabia que aquela estória de ter de subir e descer um passeio todos os dias não podia fazer bem à mota. Ando há cercas de um mês para pôr um pouco de cimento naquela zona para não forçar tanto aquilo, mas ou chove, ou me esqueço...agora incha...

Logo vos digos quanto foi o estrago...
Santi2.3
Santi2.3

Masculino Mensagens : 154
Data de inscrição : 06/07/2015
Mota : KTM Duke 125

Voltar ao Topo Ir em baixo

A minha Cabrita e eu - KTM 125 Empty Re: A minha Cabrita e eu - KTM 125

Mensagem  Convidado em Qui 22 Out - 9:32

Santi2.3 escreveu:Boas pessoal,

Hoje quando cheguei ao pé da Cabrit a verifiquei que estava um liquido no chão.

Não liguei muito porque pensei que podia ser agua da capa. Pelo Sim pelo nim quando cheuguei ao trabalho olhei para o chao e lá tambem estava uma mancha. Mau sinal.

Quando fui ver a forquilha também estava molhada ... #&%$#% ... já vou entrar pela madeira dentro. de certeza.

Eu sabia que aquela estória de ter de subir e descer um passeio todos os dias não podia fazer bem à mota. Ando há cercas de um mês para pôr um pouco de cimento naquela zona para não forçar tanto aquilo, mas ou chove, ou me esqueço...agora incha...

Logo vos digos quanto foi o estrago...
Santi tens aqui ao pé do trabalho a moto center em princípio pode te ver o que passa com a mota. E assim não arriscas muito andar com a mota

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

A minha Cabrita e eu - KTM 125 Empty Re: A minha Cabrita e eu - KTM 125

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum